Comunidade Banco do Planeta

Cresce interesse por água de reuso nas grandes indústrias

ETE ABC A situação das águas no Planeta se tornou uma preocupação constante nos dias atuais, dado o seu alto grau de utilização e contaminação pelas atividades humanas.

O ciclo natural das águas que as filtram, evaporam e precipitam na forma de chuvas já não dá mais conta de mantê-las limpas, para nosso uso. Despejamos em córregos, rios, lagos e no mar esgostos, matérias orgânicas e produtos químicos de forma muito acelerada e é preciso repensar e reestruturar o uso deste recurso.

As empresas fornecedoras de água tratada estão se adequando para evitar uma crise de abastecimento, cuidando agora de um aspecto há muito tempo relegado a segundo plano: a coleta e o tratamento de esgotos e efluentes. Para termos água limpa, é preciso parar de sujá-las, simplesmente esperando que a Natureza dê conta sozinha do recado!

Este trabalho essencial e de certa forma 'invisível' se bem feito - afinal, só notamos quando ele não existe - está abrindo um novo campo de negócios: o fornecimento de água de reúso.

O que é

No site da Sabesp Soluções Ambientais, a empresa explica: água de reúso é produzida dentro das Estações de Tratamento de Esgoto e pode ser utilizada para inúmeros fins, como geração de energia, refrigeração de equipamentos, em diversos processos industriais, em prefeituras e entidades que usam a água para fins não-potáveis.

O maior negócio da empresa neste campo foi firmado com as empresas do Pólo Petroquímico de Capuava, em um projeto batizado de Aquapolo Ambiental.

o projeto prevê o fornecimento do produto da Estação de Tratamento de Esgotos da Sabesp no ABC (ETE ABC) para as empresas do complexo, localizado entre os municípios de Santo André e Mauá, com capacidade total para 600 litros por segundo - podendo chegar a um potencial de até 1.000 l/s. Para se ter uma idéia, esse potencial seria suficiente para abastecer um município como Jundiaí, o que o torna, até o momento, o maior projeto de fornecimento de água de reúso do Brasil.

A água de reúso significa assim uma grande economia de água potável - o que é bom para todos e ainda, permite às indústrias e empresas que a utilizam pagar menos na conta de água, além de facilitar o trabalho da forncedora de água tratada. Um ciclo de ganhos para todos os envolvidos.

O investimento inicial pode ser alto. No caso do Aquapolo, a água captada será transportada por meio de um duto de aço carbono com 32 polegadas de diâmetro e 16,5 km de extensão até o Pólo. Para isso, também será construída uma estação elevatória na ETE ABC que contará com um conjunto duplo de bombas. Mas estes esforços pagam-se com certeza em benefícios ambientais gerais.

Exibições: 808

Tags: Sabesp, abastecimento, efluentes, reuso, tratamento de esgostos, água

Comentar

Você precisa ser um membro de Comunidade Banco do Planeta para adicionar comentários!

Entrar em Comunidade Banco do Planeta

Comentário de Solange G. de Sá Ramos Silva em 26 setembro 2008 às 15:29
Muuuiiiittto bem Srº Volmir Clóvis, pena que esteja tão longe mas sei que as pessoas que lerem a sua pequena /grande ação, entenderão que nossas atitudes começam na simplicidade e após receberem a devida atenção irão se transformar em resultados magníficos em economia e conforto inclusive ambiental. Aquí em Sampa em minha residência eu desenvolví um projeto que me traz muita economia. As leis tendem a serem mais severas para as indústrias que inconsequentemente ainda jogam nos rios seus lixos, mas deixo aquí meu conselho, um decantador aliado com o encanamento inteligentemente transportado para esgotos irá economizar pois evitará o recebimento de multas altíssimas! Consciência também é economia!! solangearquiteta@hotmail.com
Comentário de Rejane em 24 setembro 2008 às 17:17
Estou fazendo um trabalho sobre reutilização de água na indústria alimentícia, esse é um tema que tem despertado interesse de muitas empresas e demais sociedade, o que falta ainda é conscientização das pessoas que além do retorno econômico, esse procedimento trará benefícios para o mundo.

Gostaria de solocitar a quem tivesse material sobre o tema "reutilização da água em indústrias (de preferência indústria alimentícia), que se pudesse me enviasse, fico muito agradecida.
Um abraço a todos,
Rejane. (rrddeiga@yahoo.com.br)
Comentário de Volmir Clóvis de Souza em 30 agosto 2008 às 8:54
Aprecio tanto esse tipo de "Ação", que iniciei na semana passada um aumento de construção em minha residência onde estou fazendo um espaço para canil onde encima do mesmo vai ser instalado uma caixa/depósito para coleta de água de chuvas atravéz de calhas, usando para a lavagem de calçadas e outros.Isso é irrisório mas já comecei fazer minha parte.Além disso estou instruindo famílias aqui em Angola-Africa para iniciar esse tipo de coleta já que muitos necessitam ir quilômetros atrás de água.Um abraço a todos.
Comentário de Faustão Federal / São Paulo em 20 agosto 2008 às 22:28
Sem dúvida este projeto da Sabesp é muito interessante, entretanto é necessário que a Sabesp, invista mais na infraestrutura da distribuição da rede existente, cerca de 30% da água tratada se perde em vazamentos antes de chegar aos consumidores , acha pouco ? É necessário também que a Sabesp , fiscalize com mais eficiência as grandes obras residenciais e comerciais de alto padrão , principalmente no município de São Paulo. Não é possível mais admitir que os grandes empreendimentos tenha a condição de possuir 1 à 3 poços artesianos profundos, retirando a quantidade de água que quiser do sub-solo para simplesmente utilizar em Piscinas cobertas e descobertas, lagos e cascatas artificiais e o descarte desta água ,estes mesmos empreendimentos não pagam 1 centavo de uso de esgoto.Estudos atuais apontam que nos últimos 5 anos somente no município de São Paulo, foram perfurados aproximadamente 3.000 poços artesianos profundos , acima de 150 metros de profundidade . Em Edificios Comerciais como grandes Shoppings , Hotéis , Centro de Convenções, etc - Hotéis que oferecem em suites de luxo, banheiras de 2000 litros , áreas de exposições com mais de 10.000 visitantes/dia, etc sem 1 centavo de conta de água esgoto para pagar.Portanto eu não concordo que para existir o progresso´e melhoria da qualidade de vida da elite paulista/brasileira, a maioria da população deve pagar 100% dos desperdícios , favorecimentos, vista grossa,etc
As pessoas principalmente integrantes em qualquer grupo de defesa da natureza e que trabalham ou residam em Edificíos devem ficar mais atentas com relação a água/esgoto que está sendo utilizado , sabe porque os estudos apontam que em menos de 10 anos, 50% dos poços artesianos existentes no município secam e aí o custo da água tratada deve subir para 1000%, ai mais uma vez a grande maioria da população deverá pagar a conta deste absurdo.Vamos lutar para que estes favorecimentos acabem já, mande uma menssagem para a minha página ou faustaobraga@yahoo.com.br para que possa representar aqueles que não concordam com estas ações contra a população do município de São Paulo e municípios vizinhos. Obrigado e um abraço a todos.
Comentário de Davi Silva em 13 julho 2008 às 15:52
O que sobra de residous da água pode ser usado como adubo em regiões desmatadas, acelerando o crescimento das mata e revitalizando ares degradadas.
Comentário de Solange G. de Sá Ramos Silva em 7 julho 2008 às 12:05
Este comentário do Luís Sérgio é exatamente o que faz com que nós "pequenos mortais" venhamos nos sentir úteis, ou seja, pequenas aparentemente atitudes fazem "toda" a diferença. Os condomínios e residências podem contribuir implantando equipamentos em seus projetos, que canalisam as aguas das chuvas ou as que já foram utilizadas e com um sistema simples de decantação podem retornar para o reuso. Isto é consciência básica, este é o site de uma das tantas empresas que podem fornecer os equipamentos: www.arqartassessoria.com.br
Comentário de PITA BRAGA CÔRTES, LUÍS SÉRGIO em 30 junho 2008 às 17:26
DÊ UM JEITO DE USAR A ÁGUA DA CHUVA. Use Calhas, Tanques, Caixas de Água.
DÊ UM JEITO DE UTILIZAR A ÁGUA SAIDA DA MÁQUINA DE LAVAR. Reutilize a água de sabão de roupas brancas, para lavar as Escuras. (Economizando tbém sabão)
DÊ UM JEITO NO SEU DESTINO E NO DESTINO DO PLANETA.
Comentário de Kleber Almeida em 25 junho 2008 às 18:04
Este era um assunto que estava guardando pra semana que vem. mas como veio aqui a "tona", achei por bem deixar um exemplo. O mais fantástico neste projecto é redução dupla do impacto. menos poluição menor consumo de recurso. o ponto negativo os custos como foi dito. será tbm preciso uma alteração na lei, pra permitir que se possa comprar água de mais que uma rede. cada os nossos legisladores? mas vamos ao exemplo que interessa. Pra quem n sabe a cidade de Las Vegas, ja utiliza um sistema parecido a muitos anos. Como o clima é árido, e os recursos hídrico poucos, toda aquela imensidão de jardins verdejantes, campos de golfe e outros luxos da cidade endinheirada é regado com água reutilizada a partir da rede de tratamento de esgoto. Existe um sistema de distribuição de agua potável, um sistema de recolha e tratamento e posterior redistribuição. claro que o excedente retorna aos afluentes próximos. como ninguém copiou isso antes?

© 2014   Criado por Moderador da Comunidade.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço